Desvendando a Massagem Terapêutica dos Pontos de Gatilho

massagem dos pontos de gatilho

Antes de desvendarmos completamente a massagem terapêutica dos pontos de gatilho, iremos explicar o que são os pontos de gatilho em nossos corpos.

Os pontos de gatilhos são pequenos nós, ou regiões de tensão concentrados em uma pequena área, tornando a musculatura ou os tecidos extremamente tensionados.

De forma técnica, os pontos de gatilho são estruturas nodulares encontradas internamente aos músculos, muito sensíveis e irritados, originários principalmente dos casos de contraturas musculares.

A boa notícia é que estes pontos de gatilho não são, em sua essência, lesões musculares propriamente ditas. São nódulos hipersensíveis e dolorosos que podem ser tratados e eliminados com técnicas corretas de massagem para o relaxamento da área afetada.

E quais são as principais causas dos pontos de gatilho? Como eles ocorrem?

Entre os principais causadores, podemos citar a má postura, excesso de atividade física, falta de vitamina B1, estresse emocional, movimentos bruscos e repetitivos, além de problemas circulatórios preexistentes.

A identificação dos pontos de gatilhos existentes também é fundamental para a correta aplicação da massagem terapêutica direcionada.

E, geralmente, além das queixas dos pacientes, a palpação também é necessária para a adequada identificação do ponto específico, geralmente com uma pequena elevação na pele identificada a partir do deslizamento dos dedos.

Sabendo disto, o que é massagem terapêutica dos pontos de gatilho?

É uma modalidade de massagem, aliás a que mais vem crescendo dentro das técnicas empregadas na massagem, sendo utilizada inclusive por médicos e quiropráticos para aliviar as fortes dores musculares em seus pacientes.

A massagem dos pontos de gatilho tem por objetivo focar sua atuação em pequenas regiões específicas do corpo, como pontos das mãos, ao invés de atuar em vastas e extensas áreas como a massagem sueca ou a relaxante.

A intenção é utilizar as pontas dos dedos dos massagistas, aplicando a pressão correta em pequenas regiões afetadas (que são os pontos de gatilho), desbloqueando as tensões e os nós nos músculos da contratura.

Mas antes de iniciar o procedimento, o paciente, o massagista ou o terapeuta profissional devem se reunir e conversar sobre o problema a ser enfrentado, juntamente com a realização de alguns exames para o diagnóstico correto.

Durante a massagem, a interação entre o paciente e o profissional também é fundamental para que este último saiba que pressão aplicar, a partir do feedback relatado pelo paciente.

Devemos ter em mente que a massagem terapêutica dos pontos de gatilho não tem a função de aliviar o estresse e promover o relaxamento. E que em alguns momentos do procedimento, o paciente poderá, até mesmo, sentir alguns desconfortos com a manipulação destes gatilhos.

Entretanto, dores acentuadas durante a massagem é um indicativo de que os toques não estão sendo bem executados, com pressão excessivas, e, como tal, o massagista deve ser informado pelo paciente a respeito.

E quais os reais benefícios desta modalidade de massagem dos pontos de gatilho?

O benefícios são muitos extensos, considerando-se um tratamento que visa apenas pontos específicos do corpo, como inflamações.

E entre os principais benefícios podemos incluir: aumento da flexibilidade, redução das dores crônicas provenientes de contraturas musculares, ampliação dos movimentos, redução das dores de cabeças e enxaquecas (dores crônicas), além do melhoria do tempo de recuperação em pós treinos, aprimoramento da circulação sanguínea e do sistema linfático.

Após a realização da massagem, alguns pacientes podem relatar um pouco de desconforto e dores nos locais tocados. Estes efeitos são bastante comuns e persistem por apenas um ou dois dias, e apenas nas primeiras sessões.

Aquecer os locais massageados com toalhas aquecidas e bolsas térmicas podem ajudar na recuperação e no alívio dos efeitos colaterais indesejados.

Mas apesar destes efeitos, algumas reações bem vidas também são obtidas como a melhoria na qualidade do sono, já que o corpo estará livre dos nós de tensões e com os pontos de gatilhos menos afetados.

Também é recomendada o aumento na ingestão de líquidos após os procedimentos, ajudando o organismo na eliminação das toxinas removidas com a massagem.

A massagem dos pontos de gatilho ainda tem uma grande caminho a ser percorrido. Podemos constatar em nossas experiências que muitos profissionais ainda desconhecem esta técnica, pois o diagnóstico do problema nem sempre é determinado.

Mesmo assim, com a prática e a inovação tecnológica aplicada, também, nos consultórios dos terapeutas massagistas, já conseguimos avaliar uma série de problemas e queixas que poderiam ser contornadas com a implementação de um plano de tratamento elaborado com a massagem dos pontos de gatilhos afetados.

Compartilhe este conteúdo!

1 Comment

  1. Aqui no Brasil, a massagem dos pontos de gatilhos é muito pouco conhecida e até mesmo desacreditada pela medicina do país. Em outros países, como nos EUA, é extremamente utilizada em casos de dores severas, quando identificamos que trata-se de sérias contraturas musculares ou, até mesmo, dores recorrentes musculares que persistem com o tempo e não aliviam com medicamentos ordinários.
    Também vejo que trata-se de uma modalidade de massagem pouco difundida e explorada, mas com uma enorme capacidade latente. Espero que seja melhor estudada daqui pra frente e que a experiência também seja avaliada, só assim entenderemos melhor o quão benéfica a massagem dos pontos de gatilho pode ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *