Uma Massagem Pode Ajudar na Saúde Mental

massagem-saude-mental

Problemas com a saúde mental, tais como depressão, ansiedade, doença do pânico, entre outras são muito mais comuns do que imaginamos.

Na realidade, no Brasil, mais de 20% da população já enfrentou algum tipo de problema envolvendo os citados acima. Todos os anos, mais milhares de novos casos e pessoas são acometidos com essas enfermidades e doenças.

E mesmo assim, com esses números crescentes, menos de vinte e cinco porcento destas pessoas procuram qualquer tipo de ajuda.

Há uma clara resistência das pessoas em procurar ajudar, e muitas não dão a devida importância ao caso como é dado aos quadros de problemas e doenças físicas.

Entretanto, desordens na saúde mental afetam diretamente nossas vidas. Uma má saúde mental influencia não somente as atividades rotineiras, mas interfere também no sono, nas habilidades cognitivas, na concentração e até mesmo na recuperação de outros males.

Além de sorver toda a energia, também afeta o relacionamento com as demais pessoas. Uma rede sólida de relacionamentos só é construída com uma boa saúde mental.

É neste momento que a massagem entra em ação, ajudando o equilíbrio da mente e do cérebro, ajustando a pressão sanguínea, a temperatura corporal e outros fatores primordiais na estabilidade corporal, também conhecida como homeostase.

A massagem, se bem administrada com medicamentos e tratamentos adequados, pode trazer inúmeros benefícios, inclusive para portadores de doenças mentais degenerativas, como o Alzheimer.

Tal fato se deve, pois a massagem ativa a circulação do sangue em locais afetados, ajudando na recuperação da lesão e até mesmo na nutrição da área afetada, diminuindo os sintomas como demência, falta de coordenação motora e outros.

Além disso, massagens bem aplicadas são extremamente relaxantes e revigorantes, melhorando substancialmente o humor da pessoa afetada, aliviando os quadros de depressão e pânico.

A massagem tem a incrível habilidade de ativar o sistema nervoso simpático, reduzindo assim a ansiedade e melhorando substancialmente o humor.

Outra peculiaridade é que massagens realizadas com frequência têm a capacidade de também ativar neurotransmissores que reduzem os níveis de hormônios do estresse.

A qualidade de vida também é incrivelmente melhorada com inserção da massagem na vida dos pacientes de doenças mentais, pois reduz a taxa de avanço da doença, aliviando as consequências e efeitos colaterais dos tratamentos e medicamentos.

Outra descoberta é que a massagem também ativa mecanismos do organismo, reduzindo a quantidade de norepinefrina, que é um neurotransmissor responsável pela intensificação dos quadros de depressão.

Quadros de irritabilidade e nervosismos profundos podem ser suavizados com aplicação de toques específicos e pré definidos de massagem.

Tais tratamentos terapêuticos são direcionados, principalmente, para aquelas pessoas que possuem humor e nervosismos excessivos, que facilmente se exaltam com as dificuldades e intempéries cotidianos.

Assim, aqueles hormônios que são ativados na massagem e que atuam positivamente na depressão, também são extremamente benéfico para combater alterações de humor, a raiva e a irritação profunda.

Já nas primeiras sessões de massagem, o paciente torna-se mais resiliente, menos inflexível por estar mais relaxado. Tal fato também o deixa menos nervoso e irritado, melhorando sua socialização e relacionamento com outras pessoas.

Em síntese, a massagem por atuar diretamente nos processos de relaxamento, interfere de maneira positiva na saúde mental de indivíduos com alguma desordem mental, rebalanceando e equalizando a produção de hormônios, melhorando as funções e a saúde do cérebro.

Compartilhe este conteúdo!

1 Comment

  1. Acho que a questão básica da massagem é que ela acalma muito a pessoa. Isso já melhora demais nossa disposição e força para encarar os desafios. Costumo recorrer à massagem sempre que tenho um dia difícil. Uma boa alimentação, exercícios físicos e massagens de vez em quando previnem um monte de problemas da cabeça e físicos.
    Estou adorando o blog, muito texto interessante!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *